Taittinger especial da Copa do Mundo!

Hoje começou a Copa do Mundo. Confesso que em anos anteriores já estive mais animada. Não coloquei nada decorativo em casa, pra ser sincera, nem peguei minha camiseta do Brasil da gaveta, mas agora que já teve o primeiro jogo, me animei um pouquinho e espero que  quando o jogo for do Brasil eu anime ainda mais.



Lindeman`s Bin 55 Syrah / Cabernet Sauvignon

A verdade é que ando com preguiça de escrever, por isso peço desculpas por ficar tanto tempo sem dar notícia. Estou com projetos novos e com a fotografia crescendo, por isso acaba que quando paro pra tomar um vinho, quero mesmo é relaxar e não pensar em nada.
Mas este fim de semana eu tomei um vinho incrível, por isso resolvi deixar a preguiça de lado e dar a dica pra vocês.

Armani Pinot Grigio Corvara 2016

A gente tem mania de comprar Sauvignon Blanc e Chardonnay, mas existem várias uvas brancas que merecem nossa atenção. Uma delas é a Pinot Gris, que pode ser considerada a irmã "branca" da Pinot Noir. Que por apresentar uma cor mais escura é chamada de Gis, que quer dizer cinza em francês. 
Esta variedade branca também é bem conhecida como Pinot Grigio, na Itália, e tende a apresentar aromas cítricos com notas florais. 


Extásia - Influência asiática na vida real.

Faz um bom tempo que não posto sobre lugares. Isso porque a vida está super corrida, graças a Deus, pois neste caso é sinônimo de que estou fotografando bastante.
Mas semana passada fui no Extásia Restaurante e foi uma experiência tão bacana que estou arrumando um tempo, entre uma foto e outra, para poder escrever pra vocês.


Quem tem amigo (que gosta de vinho), tem tudo!

Eu pareço um papagaio de tanto que falo que o importante é beber com amigos. Estava olhando nos meus posts antigos e percebi que antes eu ia muito mais a eventos e participava de diversos episódios bacanas do mundo do vinho e que hoje pego todo meu tempo livre e vou encontrar amigos. Acho que comecei a seguir meus próprios conselhos. 

Mathias, Ale, Evelyn, Nati e eu.

Carnavinho

Conversando com uma amiga esta semana sobre o carnaval ela me disse: "acabei tomando água, porque nos bloquinhos só tem cerveja." 
Pois é, uma tristeza isso. Porque a gente não consegue de jeito nenhum fazer o vinho virar uma bebida popular? 



O verdadeiro glamour de um vinho branco na praia.

Pensa numa pessoa que ama água! Com certeza essa pessoa sou eu. Amo tomar água em copo de vidro num dia de calor. Amo mergulhar na piscina e sentir a água passando. Amo mais ainda sentar na beira da praia e sentir a energia que vem do mar. 


Nas férias tive o prazer de ir pra praia. Fui com a família para La Paloma, no Uruguai, um dos meus destinos favoritos. 
Lá, nosso hotel era na beira da praia, estávamos de bobeira conversando e esperando o horário do almoço, pois o tempo estava custando a passar, afinal o país vizinho não tem horário de verão, mas o meu organismo ainda estava adaptado ao horário do Brasil, a gente acordava bem mais cedo. Acho que nunca tinha tomado café da manhã num hotel antes das 8 horas.
Enfim, o fato é que eu sou ótima em "dar um jeito". Fui no hotel peguei uma garrafa de vinho branco, umas pedras de gelo (não muitas) e uma sacola de compras de plástico. Passei na recepção pedi uns copinhos descartáveis e pronto. Voltei pra praia, lá peguei um pouco de água do mar (o sal é ótimo pro gelo derreter mais devagar) e feito... 



Quando vimos o vinho tinha acabado e já estava na hora de ir para o quarto do hotel tomar banho pro tão esperado almoço.
O vinho estava uma beleza. o Adobe Sauvignon Blanc é fresco com aromas de frutas cítricas e um toque herbáceo. Na boca é agradável e com corpo leve, bem fácil de tomar. Perfeito pra praia.
Enfim, o que eu quis dizer com isso tudo é que da pra fazer coisas bacanas de improviso. O vinho não precisa de taça de cristal, corta gotas e baldinho de gelo pra ser perfeito, o glamour do vinho está em ter pessoas com quem brindar. 
Santé!