Dicas de Sevilla



Hora de fazer o diário de bordo de Sevilla, a capital da Andaluzia e a quarta cidade em número de habitantes da Espanha, mas a primeira no meu coração.
A cidade é um charme, cheia de pequenos detalhes que vão aos poucos nos conquistando.
Ficamos 4 noite e 5 dias em Sevilla e conseguimos fazer tudo que havíamos planejado.
O nosso hotel era uma delícia, Hotel Madrid, no centro da cidade, com ar condicionado funcionando perfeitamente, um banho especialmente gostoso e o wifi bombando para postar as novidades do dia na rede. Como já mencionei nos outros posts, escolhemos as diárias sem café da manhã para poder conhecer a redondeza e super valeu a pena.
A minha principal dica para Sevilla é que pegues, assim que possível, o mapa oficial distribuído em vários idiomas na Oficina de Turismo de Sevilla, que fica na Plaza del Turismo, 1, ao lado do Reales Alcázares. O mapa é bem melhor que os distribuídos em hotéis, e lá você ainda pode pegar diversos cupons de desconto para restaurantes, shows de Flamenco e afins.


Dos diversos lugares bacanas da cidade Vale passar por quase todos pontos turísticos clássicos. Uma forma legal de começar é ir para o lado das "Setas". Ali é super legal, além de ter um monte de lojinhas, tem vários prédios históricos bonitos e diversos restaurantes, isso sem falar na Confeitaria La Campana, que é no caminho, rica em história e sabor.
Além disso, tem o bairro Santa Cruz, onde fica a grande maioria dos pontos turísticos bacanas. Lá é daqueles lugares que vale a pena passear com a câmera na mão para não deixar de clicar tudo que te chamar atenção.


Não saia de Sevilla sem conhecer o Reales Alcázares, é um conjunto de palácios de diversas épocas, com vários estilos que vai nos encantando mais e mais a cada passo. Vá com calma, sem pressa, para poder sentar na grama do imenso jardim e ouvir o barulho do vento nas laranjeiras, árvore clássica da cidade. 


Outro lugar que não dá para deixar a cidade sem conhecer é a Catedral. A igreja tem várias esculturas ricas em história e beleza. Além, é claro, do pátio das laranjeiras, que da uma vontade imensa de "roubar" uma frutinha e ficar comendo ali mesmo. 
Se puder, não marque as duas visitar para o mesmo dia, pois é bem cansativo.


Sevilla ainda tem três atrações imperdíveis, no meu ponto de vista. Uma delas é o Archivo General de Indias, que guarda a história das navegações que desencadearam na descoberta do lado de cá do oceano. 
A outra é a Plaza de España e o parque Maria Luisa, ambos difíceis de descrever em palavras, então segue algumas fotos:








A terceira é, com certeza, um show de Flamenco. Os músicos, a música, os dançarinos, o figurino… enfim, é tudo muito intenso e marcante. Vale dar um mergulho neste universo, pois é apaixonante.


Quanto aos jantares, sugiro quatro lugares: um dos restaurantes da orla na Betis (que contam com o visual do Rio Guadalquivir), os da Plaza Encarnación (que tem aquele clima de praça), os da Rua San Jacinto, também do outro lado do rio (que são incríveis de sabor) e o Mercado Lonja del Barranco.
No almoço tem restaurantes com menus turísticos em quase todos as quadras, mas se estiveres com tempo e um pouco mais de dinheiro, vale a pena escolher um dos da Plaza Doña Elvira, são lindo e charmosos. 
Ah! E não esqueça de tomar muita água, pois lá é quente e seco, pelo menos nessa época do ano. Carregue garrafas o tempo todo, é necessário!
Santé!

2 comentários:

  1. Adorei o post, adorei as fotos e as dicas! Delícia de viagem, nao?
    Beijos
    Ale Esteves
    www.alessandraesteves.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei a viagem Ale… :) Foi d+!!!!
      :)
      Beijos

      Excluir