Banca 38: Oásis do Vinho


Um calor inacreditável, Porto Alegre estava impossível, algo parecido com o inferno... Eu, com a minha humana capacidade de memória curta, havia esquecido que era tão “sem ar” o verão na capital gaúcha, enfim... eu estava lá e precisava fazer o que tinha me programado, então fui comer uma salada de frutas no Mercado Público, comprar uma alpargata para repor a minha que estava velha, além de fazer uma pequena visita a saudosa “Banca 38”.


Para quem não é de Porto Alegre, a “Banca 38” é a tradicional banca do Mercado que vende vinhos e especiarias. Vinhos excelentes, importados e nacionais. Na verdade, desde que me enfiei neste mundo do vinho, escuto dizer que os melhores rótulos nacionais só são encontrados na “tal Banca”, pois bem é verdade. Lá estavam, rótulos brasileiros, daqueles que a gente fica com água na boca só de olhar.


Mas preciso dizer, o que mais me impressionou foram os preços dos vinhos importados. Na hora, me bateu uma vontade absurda de voltar a morar na capital gaúcha, mesmo com aquele calor todo. Sim, rótulos especiais com preços especiais, perfeito! Não sei se é porque moro em São Paulo, onde tudo é tão caro, e até mesmo um cafezinho se diferencia do resto do Brasil em valor.


Se eu encontrasse um “gênio” e tivesse direito a três pedidos, certamente um deles seria uma “Banca 38” em São Paulo. Os outros dois? Ah! Os outros dois eu não conto, segredo de estado.


Santé!

2 comentários:

  1. Estava procurando informações da Banca 38, olha o que acho? Post seu rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. caramba.... isso foi antes do fogo no mercado público... :p naquele mesmo ano...
      Nossa, me deu até saudade de comprar erva mate a granel...
      :P

      Excluir